Buscar
  • GRI Gerenciamento

GRI lança HUB de negócios com rede de soluções de economia circular

Com o HUB SOlcircular, o grupo Solví Essencis busca tornar acessível a clientes e parceiros, dos mais diversos tamanhos e necessidades, a rede de soluções circulares com a maior plataforma de compartilhamento nacional de economia circular. ​


Showroom do HUB SOlcircular na Solví Essencis Ambiental Caieiras

O Grupo Solví Essencis, com atuação na linha de frente da GRI, empresa que proporciona soluções alinhadas aos princípio da Economia Circular, e que desenvolveu, ao longo de 22 anos de atuação, um formato único de trabalho, que promove o mais alto grau de valorização dos resíduos dos clientes, contribuindo com a redução de desperdício, otimizando o uso dos recursos e reinserindo materiais em novas cadeias produtivas, vem desenvolvendo soluções circulares em diversas práticas. Por meio dos serviços de TWM - Gestão Global de Resíduos, Logística Reversa de Resíduos Pós-Consumo e Consultorias Ambientais, entre outros.


O que é o HUB SOlcircular?


Com foco em método de trabalho favorável ao rápido direcionamento às alternativas de valorização e ao estabelecimento de indicadores de circularidade, o HUB SOLcircular nasceu através da metodologia SOLcircular, implementada ainda neste ano.


Esse processo (SOLcircular) transforma 130 mil toneladas de resíduos em novos materiais todos os anos. Além disso, possui 10 cases de produtos que foram desenvolvidos com o apoio de P&D, conectando 260 parceiros em todo o Brasil, que contam com toda estrutura de compliance, seguros e potencial de escala do Grupo Solví Essencis.


Buscando potencializar de forma estruturada, tornando acessível a clientes e parceiros dos mais diversos tamanhos e necessidades, a rede soluções de economia circular, construída nos últimos anos pela GRI e pelo Grupo Solvi, lança o HUB SOLcircular: maior plataforma de compartilhamento nacional de economia circular. ​


“Com ela são conectados geradores de resíduos / coprodutos às cadeias produtivas que se utilizam destes materiais como substitutos de matérias-primas, dando vida a novos produtos oriundos de economia circular.”, afirma Ariane Mayer, Head de Sustentabilidade e Economia Circular do grupo.


Este ano a empresa consolidou sua atuação nessa frente e ampliou suas ações implantando o SOLcircular como método de trabalho mais rápido e assertivo na valorização e implantação de indicadores de circularidade. O sucesso foi tanto que em cinco meses de implementação a empresa decidiu criar e lançar o HUB SOLcircular, com finalidade de qualificar o processo, entregar valor sustentável superior aos clientes, impactando positivamente indicadores ESG (índice de avaliação nas operações das companhias).


Ciro Gouveia, Diretor da Solví Essencis Ambiental

Como surgiu a ideia do HUB SOLcircular?


A área de Sustentabilidade e Economia Circular da Solví Essencis Ambiental criou sua própria metodologia (SOLcircular) para implementar ações de circularidade em clientes e parceiros e, durante esse período, identificou que medir a circularidade, mapear oportunidades e auxiliar na definição de estratégias de evolução estava trazendo resultados jamais identificados anteriormente e de forma consistente e mais direcionada.


Foi aí que surgiu a ideia de criar o HUB SOLcircular, uma ferramenta de gestão, que passa a agregar os processos da companhia de forma independente por meio de uma rede estruturada e robusta, focada na transição para a economia circular. A proposta é potencializar e ampliar o acesso às soluções e práticas de economia circular de maneira mais concisa.


Como funciona


“Resíduos e coprodutos são considerados parte principal da cadeia de suprimentos circular. Nela, eles são tratados como insumos em novas cadeias produtivas, que refletem diretamente na redução de custos e impactam positivamente nos indicadores ESG nos quesitos gestão de resíduos e emissões de GEE, uma vez que os recursos são poupados, evitando emissões na extração da matéria-prima virgem.”, explica Maria Amélia Paula, Superintendente da GRI.


Deixar de ser linear para ser circular


“Somos uma sociedade e organizações de consumo, um modelo linear de negócio, ou seja, aquele em que se extrai a matéria-prima da natureza, transforma em produto e sua vida útil finda com o descarte. Mas a circularidade está aí para comprovar que esse sistema pode ser transformado a partir da não-extração de recursos, redesenho inteligente de processos e produtos, utilização e reutilização de materiais”, finaliza Mayer.


Benefícios da circularidade para o Meio Ambiente


  • Redução de desperdícios e custos para as empresas

  • Redução da pressão sob o meio ambiente

  • Mitigação riscos de fornecimento de matérias-primas

  • Aumento da competitividade

  • Promoção da inovação

  • Estímulo ao crescimento econômico

  • Criação de empregos

  • Impacto positivo nos indicadores ESG nos quesitos gestão de resíduos e emissões de GEE – Gases de Efeito Estufa, uma vez que os recursos são poupados, evitando emissões na extração da matéria-prima virgem

  • Redução da extração de matéria-prima virgem reduzindo pressão a pressão sobre as reservas globais

  • Cumprimento a Política Nacional de Resíduos Sólidos, no qual as empresas devem reduzir o volume de resíduos e realizar a destinação correta desses materiais.

  • Contribui para o combate às mudanças climáticas

  • Valorização da marca no mercado global

  • Acesso a novas fontes de investimentos

  • Acesso a novos mercados, economia verde


Benefícios para a sociedade


  • Produtos mais duradouros ​​e inovadores

  • Acesso a produtos mais duradouros e inovadores

  • Acesso a novos modelos de negócios que priorizem o compartilhamento

  • Redução da poluição

  • Incentivo à reciclagem

  • Hábitos sustentáveis e mais conscientes

  • Geração de empregos

  • Novas profissões têm surgido dentro desse sistema.


4 visualizações0 comentário